Artigos / ColunistasDestaqueGeralPr. Arruda Júnior

Quando oramos as coisas acontecem

Israel vivia um dos momentos mais críticos de sua história. Foi nesse momento que o profeta Eliseu, homem de Deus, orou e coisas impressionantes aconteceram.

O profeta estava vivendo um momento de crise. O rei da Síria enviou para Dotã, lugar onde estava Eliseu, cavalos, carros e forte tropas, e cercaram a cidade. Um homem cercado. Não é assim a hora, o momento que hoje vivemos? O rei da Síria, aqui, pode ser identificado com os problemas que hoje nos afligem. Problemas familiares, emocionais, de saúde e etc. Somos hoje pessoas cercadas. O momento e dramático, é sobremaneira difícil. Há grandes muralhas em torno de nós.

Mas naquele momento difícil o profeta estava confiante (Deus está presente). Eliseu orou! Quando Eliseu orou ao senhor, ouve uma previsão de recursos! Em resposta à oração de Eliseu o senhor abriu os olhos de Geazi. Os seus olhos foram abertos, e ele viu que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo em redor de Eliseu. Assim como Moisés, que orou ao senhor na saída do Egito em frente o mar Vermelho; Deus abriu para Israel as águas do mar Vermelho, e os filhos de Deus passaram a pé enxuto (Êx 14:22). Assim também no clamor do cego Bartimeu; Jesus abriu os olhos do cego Bartimeu na cidade de Jericó. O senhor promete abrir o seu bom tesouro.

O senhor quer mostrar-nos suas possibilidades. Há muitos que estão vendo só coisas negativas: doenças, derrotas, fracassos, montanhas, gigantes; há pessoas especialistas em ver problemas onde eles não existem. Mas quando o senhor abre os nossos olhos, então vemos que são mais os que estão conosco do que os que estão contra nós. Quando Eliseu orou, Deus enviou cavalos e carros de fogo. Creio que Deus ainda hoje pode fazer o mesmo, basta que oremos. Quando você ora a Deus, os recursos chegam.

Em seguida o homem de Deus, Eliseu, orou, e houve a detenção do mal! Os olhos dos soldados sírios ficaram cegos. Em Sodoma os anjos do senhor feriram, com cegueira os homens maus (Gn 19:10-11); Deus paralisou o braço do rei Jeroboão quando este atacou o profeta do senhor (1Rs 13:4); quando a mulher que sofria de hemorragia tocou em Jesus, imediatamente ficou curada (Mt 5:25-34); as rodas dos carros do exército de Faraó emperraram porque Deus pelejava por Israel (Ex 14:25). Quando Eliseu orou a Deus, os inimigos ficaram cegos. Quando oramos ao senhor, o mal não progride, não avança. O cetro do ímpio nunca prevalece sobre a sorte do crer e invoca ao senhor.

Quando Eliseu orou ao senhor houve uma conversão de tora do mal! Deus mudou a rota deste exército, levando-o para Samaria ao invés de levá-lo para a capital da Síria. Foi uma mudança de rumo. Em (Pv. 21:1) diz: “ Como ribeiro de águas assim é o coração do rei na mão do Senhor; segundo o seu querer, o inclina”; Hamã preparou uma forca para tirar a vida de Mordecai (Et 6:7). Na noite que antecedeu a execução de Mordecai o rei perdeu o sono, e a situação se inverteu: Hamã foi enforcado e Mordecai foi exaltado; Pedro estava preso em Jerusalém e seria morto no dia seguinte. Mas naquela noite o Senhor o libertou (At 12).

Na sua vida as coisas podem ser mudadas: seus negócios, sua sorte, seu futuro, sua família (Sl 116:7-8; Ez 36:24-27). Tudo se faz novo quando o Espírito Santo entra em nossa vida. O senhor quer nos acudir, quer nos socorrer, quer suprir as nossas necessidades. Ele é poderoso para fazê-lo. Quando Eliseu orou ao senhor, este mudou a rota do exército Síria. Tudo isto foi resultado das orações de Eliseu. O senhor age em respostas às orações de seus filhos. Quando oramos, as coisas mudam, o senhor entra em ação. O senhor muda nossa vida e a nossa situação quando oramos, declarando nossa dependência e necessidade dele.

Pr. Arruda Júnior

Deixe seu comentário

ATENÇÃO: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Portal Conceição Verdade, não refletem a opinião deste Portal de Notícias.

Tags

Artigos relacionados

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios