CidadesDestaqueGeralParaíbaPolitica

Maranhão recusa proposta de Marcondes para abrir mão em favor de Lucélio

O deputado federal Marcondes Gadelha, presidente estadual do PSC, tentou obter junto ao senador José Maranhão, pré-candidato do MDB ao governo, autorização para negociar com outros partidos de oposição que apoiam a pré-candidatura de Lucélio Cartaxo (PV) ao governo a formação de uma chapa única, aglutinando, ainda, o PSDB e o PDD. O ex-governador José Maranhão, entretanto, não se sensibilizou com a proposta, respondendo que está bem posicionado em pesquisas de intenção de voto e que tem apoio popular e as condições exigidas pelo momento político para se apresentar ao eleitor. “Se autorizo Marcondes a negociar essa aliança, vão inventar que estou com medo de enfrentar a luta. E não estou. Pelo contrário, estou entusiasmado. Recebi apoios importantíssimos nos últimos dias, como os de Jacó Maciel e de Expedito Pereira. Estou sendo muito bem recebido pela população em toda a Paraíba. Sou candidato”, informou Maranhão à colunista Lena Guimarães, do “Correio da Paraíba”.

O pré-candidato do MDB se disse atento à proliferação de “fakenews” envolvendo seu nome, assim como o que insinuava que o senador Cássio Cunha Lima estaria disposto a abrir mão da reeleição para garantir essa chapa única, o que ele desmentiu. Ontem, diante da exploração de ausência em eventos na Paraíba e sessões no Congresso, Cássio postou um vídeo dando detalhes de intervenções a que se submeteu para superar problemas de saúde. E ironizou uma versão do governador Ricardo Coutinho de que ele poderia desistir de concorrer à reeleição: “Ele (Ricardo) deve estar com saudades de mim”. No que diz respeito a Maranhão, ele aguarda o apoio do PSC e do PR. Lideranças dos dois partidos têm manifestado simpatia pelo seu nome, mas o PSC também conversa com Lucélio Cartaxo.

O senador emedebista afirmou que não desistiu de unir os partidos de oposição, mas asseverou que tem prazo para fazer sua escolha se as conversas não avançarem. O senador acredita que o PSC vai caminhar com ele, diante de acenos ao vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior, para ter vaga a fim de concorrer ao Senado. Maranhão ensaiou entendimentos, também, com o PP, em torno do nome da deputada Daniella Ribeiro para a outra vaga ao Senado, mas deu “stop” nas negociações diante das versões de supostos entendimentos do PP de Daniella com o esquema do governador Ricardo Coutinho para fazer parte da chapa encabeçada por João Azevedo (PSB). A tese de Marcondes Gadelha é a de que, unia, a oposição entra muito forte na disputa pelo governo e pelas duas vagas ao Senado.

 

Da redação – Os Guedes
redacao@conceicaoverdade.com.br

Print Friendly, PDF & Email

Deixe seu comentário

ATENÇÃO: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Portal Conceição Verdade, não refletem a opinião deste Portal de Notícias.

Artigos relacionados

Fechar