CidadesConceiçãoDestaqueGeralParaíbaVale do Piancó

Feirantes de Conceição e São João do Rio do Peixe conhecem e debatem o Projeto de Revitalizam da Feira Livre

Após uma manhã de reunião com os prefeitos Municipais de São João do Rio do Peixe e Conceição-PB, que contou também com a presença de secretários, vereadores e representantes dos feirantes, o Articulador da Cáritas Brasileira, o professor Fidelis Mangueira apresentou, na tarde da segunda-feira e terça feira passadas, na Cidade de São João do Rio do Peixe e de Conceição, aos feirantes o projeto arquitetônico da nova feira destas cidades que foi elaborado pela arquiteta da Fundação Banco do Brasil e no fim apresentou o projeto aprovado pelos prefeitos e equipe gestora da revitalização e reorganização da feira.

Foram apresentadas também as fotos de todos os produtos que os feirantes e a feia de cada cidade irá receber.

No inicio da reunião, que contou com uma presença de muitos o articulador apresentou os seguintes pontos acordados pelas equipes gestoras do projeto e das feiras das duas cidades:

O PROJETO DE REVITALIZAÇÃO E REORGANIZAÇÃO DA FEIRA LIVRE DE CONCEIÇÃO SJRP e um projeto piloto que acontece em 21 cidades do Nordeste.

Quem patrocina este projeto é a Fundação Banco do Brasil sem nenhum custo para os feirantes e Prefeitura e Quem executa é Cáritas Brasileira, em parceria com os Feirantes e a Prefeitura.

O objetivo geral do Projeto é REVITALIZAR E REORGANIZAR A FEIRA LIVRE, TORNANDO TODOS OS ESPAÇOS PROPÍCIOS E AGRADÁVEIS PARA VENDAS, CLIENTES, FEIRANTES E PRÁTICA DE SOLIDARIEDADE, TROCA DE EXPERIÊNCIAS E VIVENCIAS CULTURAIS!

Como objetivos e metas gerais do projeto foi dito que é:

• Reorganizar de forma geral a feira e não somente trocar barracas.

• Substituir as atuais barracas por barracas padronizadas, em ferro galvanizado;

• Incentivar a organização da coleta do lixo na feira;

• Incentivar a participação dos feirantes na solução dos problemas da feira;

• Incentivar a organização dos feirantes e catadores de materiais recicláveis;

• Incentivar a implantação de um Plano Diretor da Feira;

• Oferecer capacitações / oficinas aos feirantes e catadores de materiais recicláveis;

• Incentivar a venda e compras com cartões na feira livre;

• Organizar a acessibilidade aos clientes e feirantes;

• Realizar diagnóstico com todos os feirantes e a realidade da feira.

• Realizar intercâmbio entre os feirantes;

• Incentivar a economia solidária;

• Organizar a feira em setores de vendas.

• Incentivar as apresentações culturais na feira.

QUEM VAI RECEBER OS BENEFÍCIOS DO PROJETO NOSSA FEIRA POPULAR?

• Feirantes cadastrados na Prefeitura e no Projeto, que informaram o CPF, fizeram o diagnóstico e trabalham como feirantes na feira livre da cidade no mês da entrega;

• Conceição receberá 164 barracas e São João do Rio do Peixe 107.

• Nem todos feirantes inscritos no projeto receberão os equipamentos pois não forneceram o CPF. E esta é uma condição exigida pela patrocinadora do projeto.

• Quem não apresentou o CPF, mas fez o diagnóstico com o articulador do projeto deve procurar o articulador do projeto e informar imediatamente;

• No momento, não se pode cadastrar nenhum novo feirantes, pois a relação de beneficiários está fechado;

O QUE OS FEIRANTES CADASTRADOS NO PROJETO IRÃO RECEBER?

• Barracas padronizadas, em ferro galvanizado, com dois compartimentos e cobertas em lona; sendo barracas de 4,00 x 1,10 para frutas, verduras, artesanatos, temperos, e barracas de 4,00 x 2,00 para roupas, calçados, variedades , etc. Estes serão o tamanhos máximos das barracas permitidos no espaço da feira.

• Balanças eletrônicas para os feirantes de frutas, verduras, carnes e cereais;

• Fardamento – Jaleco;

• Equipamentos de segurança para quem vende carnes

O QUE A FEIRA DE CADA CIDADE IRÁ RECEBER

• 15 Lixeiras para coleta seletiva

• 4 container para coleta do lixo

• 1 palco para apresentações culturais na feira, medindo 3 x 1.

• 3 balanças de 300kg

QUANDO OS EQUIPAMENTOS SERÃO ENTREGUES ?

• Em junho, em uma solenidade no dia da feira:

• Dia 01/06 – Conceição

• Dia 15/06 – Boqueirão

• Dia 22/06 – São João

• Dia 29/06 – Areia

• Todos os feirantes receberão as barracas em seu nome e CPF.

• Todas as barracas serão numeradas e cadastradas na Prefeitura e no setor de tributos.

• O feirante não pode vender a barraca e nem repassá-la para outra pessoa sem a autorização da coordenação do projeto e da feira.

• Todos os feirantes deverão fazer seu cadastro como feirante na Secretaria indicada pela a Prefeitura e retirar o Alvará de permissão para vender na feira de cada cidade.

• Quem não tiver o alvará não terá espaço na feira e não poderá vender nas áreas determinadas pela Prefeitura.

• Quem não aceitar a barraca padronizada, a sua barraca será repassada pela Coordenação do Projeto para outro feirante que esteja trabalhando na feira.

• Quem vender a barraca perderá o direito de uso da barraca.

• A primeira montagem das barracas será realizada pela equipe da Prefeitura, uma semana antes da entrega oficial das barracas. Esta entrega será coordenada pela Prefeitura e a Cáritas Brasileira, e a coordenação do projeto dirá onde ficará cada setor da feira e onde cada feirante ficará;

• A feira será organizada por setores, sendo assim

setores de frutas e verduras, setor de roupas, calçados, variedades, artesanato, etc.

ESCLARECIMENTOS GERAIS

• Nenhum feirante é proprietário do local onde a barraca é colocada mas somente das barracas, para uso na cidade da feira.

• A Prefeitura e a Associação dos feirantes é a responsável direta pela organização da feira.

• As barracas serão montadas e desmontadas toda semana, pelos próprios feirantes ou alguém autorizado por ele, e guardadas em um galpão da Prefeitura;

• O feirante poderá não poderá levar a barraca para casa. Ela será guarda em um local comum para uso somente na feira desta cidade;

• Cada feirante é responsável pelo zelo e manutenção de sua barraca.

• A Prefeitura apresentará um Decreto/ Comunicado informando aos feirantes e a sociedade em geral quais as ruas que serão permitidas a colocação das barracas padronizadas.

ONDE SERÃO ORGANIZADAS A BARRACAS PARA FEIRA LIVRE?

• Nas ruas determinadas pela a Prefeitura, de canto a canto do meio fio das ruas, com espaço entre as barracas, e um corredor ao centro, para passagem de pedestre, e caso necessário um carro pequeno para descarregar as mercadorias antes de começar a feira e recolher as mercadorias após a feira.

• Não será permitida a colocação de barracas em outras ruas, praças ou canteiros centrais da cidade; nem as padronizadas nem outras barracas que não esteja no padrão.

• As prefeitura estudam a possibilidade de liberar uma rua para colocar as barracas não padronizadas, pois quem não aceitar a barraca padronizada talvez possa ficar em um local determinado pela a Prefeitura, fora do setor de barracas padronizadas. Muitos feirantes não concordam com isto e os prefeito da cidade de Conceição acha que não deve abrir espaço para armar barracas em outras ruas. O Prefeito de São João do Rio do Peixe reservou uma rua para as barracas não padronizadas.

• Os carros e caminhões de vendas deverão ficar numa rua determinada pela Prefeitura, fora da feira. Não serão permitidos carros e caminhões e motos estacionados dentro da feira;

• Os feirantes não podem pintar as barracas, nem modificar a estrutura das barracas.

FOTOS:

– Barracas

– Lixeiras

– Container

– Palco

– Projeto arquitetônico original da nova feira de Conceição e de São João do Rio do Peixe

Da redação – Conceição Verdade | Frank Edson
redacao@conceicaoverdade.com.br

Deixe seu comentário

ATENÇÃO: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Portal Conceição Verdade, não refletem a opinião deste Portal de Notícias.

Tags

Artigos relacionados

Fechar