DestaqueGeralParaíbaPolicial

“Ele dizia que estava sendo perseguido”, diz tia do suspeito de matar o próprio irmão

A tia do adolescente morto pelo próprio irmão com um golpe de faca no pescoço informou que o principal suspeito pelo crime não esboçou reação de tristeza nem de dor após o ato. Em entrevista à equipe da Rede Tambaú de Comunicação (RTC) no início da tarde desta segunda-feira (3), a mulher, que não quis se identificar, informou que o jovem tinha um temperamento irregular.

O suspeito de 20 anos é usuário de drogas e sofre de esquizofrenia. “Na verdade, o irmão, ele já apresentava esse quadro dizendo que estava sendo perseguido. Esse é um diagnóstico da própria doença. Ele sempre dizia que estava sendo alvo de perseguição”, disse.

Segundo ela, mesmo com a não regularidade no temperamento, o suspeito não se mostrava agressiva.

“Ele oscilava entre consciente e loucura. Era muito difícil entender quando ele estava bem. Era uma coisa banal e o comportamento dele não era agressivo. Quando eu cheguei aqui, por exemplo, ele estava calmo, ele não esboçava nenhuma expressão de dor, nem de desespero”, disse.

“Por orientação do psicólogo, resolvemos não pressioná-lo”, completou. O crime aconteceu na manhã desta segunda-feira, em Mangabeira, na Zona Sul da cidade.

Confira a entrevista na íntegra:

Da redação – Portal T5
redacao@conceicaoverdade.com.br

Deixe seu comentário

ATENÇÃO: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Portal Conceição Verdade, não refletem a opinião deste Portal de Notícias.

Tags

Artigos relacionados

Fechar