CidadesDestaqueGeralParaíbaPolitica

DIRETO NO BOLSO – RC decide no apagar das luzes aumentar mais impostos e torna PB campeã de arrocho fiscal no País

A Paraíba dos tempos girassolaicos é um exemplo da perversidade fiscal que, mesmo no apagar das luzes do governo Ricardo Coutinho, ainda tem disposição para impor mais uma maldade aos contribuintes. Parece mentira, mas o ainda governador preparou como um presente de Natal para os paraibanos um pacote fiscal e se consolida com o governo que mais aumentou impostos no País.

O ainda governador, em sua fúria fiscal, teve a audácia de enviar para a Assembleia projeto que aumenta dos atuais 12% para 14% a alíquota para vendas veículos na Paraíba, quando a maior parte dos Estados do País cobra apenas 7%. Direto no bolso do consumidor. Como já ocorreu com várias outras áreas da economia paraibana, chegando ao desplante de cobrar uma taxa por emissão de notas (que foi derrubada pela Justiça).

A primeira consequência, conforme lojistas ouvidos pelo Blog, será os consumidores irem privilegiar a compra em Estados vizinhos. “É difícil você concorrer com outros Estados que cobram 7% na compra de veículos, então certamente haverá desemprego e fuga de capitais da Paraíba, lembrando que, no atual governo, o IPVA já aumentou 25%”, revelou um comerciante, que não se identifica, “por razões óbvias”.

No projeto de lei encaminhado pelo governador à Assembleia estão previstas majorações tributárias em pelo menos 18 produtos. O projeto deverá ser votado nesta quinta (dia 27). Dentre os itens, constam automóveis, utilitários (até 140 HP), motocicletas e até mesmo drones.

Fúria fiscal – Nos últimos oito anos, o ICMS na energia elétrica passou de 15% para até 27%. O ICMS dos serviços de TV por assinatura de 10% para 15%, do cigarro e fumo de 25% para 35%. O ICMS nas operações de comunicação saltou de 25% para 28%. Já o ITCD (Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação) subiu de 2% para até 8%.

O ICMS da gasolina pulou de 25% para 27% + 2% do Funcep, totalizando 29%. Também com o IPVA de 2% para 2,5% e, agora, o aumento de 12% para 14% nas compras de veículos. Lembrando que, em oito anos, o governo do imposto aumentou as tarifas de águas e esgotos em mais de 132%. O paraibano paga pela água mais cara do Brasil.

Da redação – Helder Moura
redacao@conceicaoverdade.com.br

Deixe seu comentário

ATENÇÃO: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Portal Conceição Verdade, não refletem a opinião deste Portal de Notícias.

Tags

Artigos relacionados

Fechar