CidadesDestaqueGeralParaíbaPolicial

Cerca de 75 pessoas já foram presas por desviar energia na PB

Em 2019, cerca de 75 pessoas já foram presas por desviar energia na Paraíba. Para combater esse tipo de crime, o Departamento de Combate às Perdas da Energisa atua diariamente em busca dos famosos ‘gatos’ de energia.

Nestas terça (30) e quarta-feira (31), a Energisa Polícia Civil e Instituto de Polícia Criminal (IPC) realizaram uma ação de combate ao furto de energia na zona rural de Pombal, no Sertão do estado. Duzentas unidades entre fazendas, granjas, áreas de irrigação e residências foram inspecionadas, das quais em 20 foram detectadas irregularidades e quatro proprietários foram presos flagrados desviado energia da rede.

A ação foi realizada pontualmente na região de Pombal, devido ao elevado número de denúncias e a quantidade de energia desviada nessa área, que chega a 44,5 GWh, o que equivale a 17,61% de toda a energia que abastece a cidade, quantidade suficiente para atender mais de 1.100 unidades consumidoras por um ano.

“Todo mundo perde, pois parte do valor da energia furtada é dividida entre todos os outros consumidores, mesmo aqueles que são honestos e pagam suas contas em dia. Além disso, o Governo do Estado deixa de arrecadar anualmente mais de R$ 35 milhões em ICMS, verba que poderia ser revertido em infraestrutura básica, como saúde e educação para a população, por exemplo”, afirma Daniel Andrade, gerente do Departamento de Combate às Perdas, da Energisa na Paraíba.

Denuncie
O crime por furto de energia está prevista no artigo 155 e 171 do Código Penal, com pena de até quatro anos de reclusão e multa. Denunciar o furto de energia, é simples e sigiloso. Basta entrar em contato com a Energisa de forma anônima pelo 0800 083 0196, site, Agência de Atendimento da Energisa na sua cidade, WhatsApp (83) 99185-3738 ou pelo app para smartphone Energisa On.

Da redação – Fala-PB
redacao@conceicaoverdade.com.br

Print Friendly, PDF & Email

Deixe seu comentário

ATENÇÃO: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Portal Conceição Verdade, não refletem a opinião deste Portal de Notícias.

Tags

Artigos relacionados

Fechar